QUERO DOAR R$ 20,00

segunda-feira, 20 de março de 2017

// // Leave a Comment

Como o desempregado pode contribuir à Previdência.

Previdência Social, Contribuinte Facultativo, Desempregado

Neste artigo o Portal do Consultor Previdenciário vai tratar dos procedimentos que o segurado, que fica desempregado, precisa seguir para manter-se com direito aos benefícios e continuar contando tempo de contribuição para uso na aposentadoria.

O trabalhador que fica desempregado precisa preocupar-se com sua condição de segurado na Previdência Social, pois pode perder o direito a vários benefícios caso fique sem contribuir por prazo que lhe tire a qualidade de segurado.

Saiba mais sobre qualidade de segurado neste artigo: A Qualidade de Segurado na Previdência Social.

Para manter a condição de segurado será preciso que o trabalhador faça, ao menos, um recolhimento antes de transcorrido 6 meses que saiu do emprego. O recolhimento deve ser feito na condição de segurado facultativo, pois quem está desempregado é enquadrado nessa condição.

O recolhimento, acima citado, deve ser feito da seguinte maneira: se saiu do emprego no mês de janeiro, independente do dia, deve recolher pagar a contribuição do mês julho. Caso queira contribuir sem perder tempo de contribuição pode recolher a partir do mês fevereiro.

Observação: Na condição de segurado facultativo tem que recolher contribuição sem atraso, o que for pago fora de prazo não é considerado pela Previdência Social.

Veja a tabela válida para o ano 2017 neste artigo: Valor mínimo da contribuição á Previdência em 2017.

Caso tenha alguma dúvida acesse o Fórum do Consultor Previdenciário, clique na imagem abaixo, e faça sua pergunta que será respondida o mais breve possível.

Fórum do Consultor Previdenciário

0 comentários:

Artigos em Destaque